Há 4 meses, Serena. 

Há  quatro meses ela nasceu. Eu não tinha a mínima ideia do que viria! Eu pensava que soubesse alguma coisa. Não. Eu não sabia de nada. Agora, talvez eu tenha aprendido alguma coisinha. Bem pouca. Ou quase nada. 

Se transformar em mãe provavelmente é diferente para mulheres diferentes. 

Considerei a experiência como transmutação brutal do estado de ser! 

Não há nenhuma segunda opção, é sempre só uma. E essa uma sou eu: a mãe! Por enquanto, sinto que deixei de ser eu. Para que ela seja ela, Serena, eu praticamente não sou mais nada do que fui! Sei que é por enquanto. Sei que vai passar. Sei que vai dar saudade. Então o que faço é me entregar. E nesses 4 meses tenho aprendido a entregar, a delegar, a pedir, a esperar, a receber. E quanto mais me entrego a essa pequenina mais ela se entrega a mim. E assim vamos construindo essa nossa relação. Única. Imensa. Inexplicável. 

Tomo consciência que ha 4 meses me tornei mãe e sentada amamentado Serena o que faço é me emocionar. Meu coração se enche de amor, meus olhos de lágrimas. Ela suspira. Eu respiro. E vamos continuar! 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Há 4 meses, Serena. 

  1. É exatamente assim que eu me sinto Carol! Também sinto que deixei de ser “eu”, mas estou começando a me encontrar novamente e quer saber? Muito melhor do que eu era! A maternidade não é fácil, não há romantismo, mas é incrivelmente mágica e maravilhosa! Saudade minha amiga! Em breve estaremos juntas com nossos pequenos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s